Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Projetos e Convênios Projetos Construção do novo Instituto Médico Legal Estácio de Lima
11/11/2011 - 08h46m

Construção do novo Instituto Médico Legal Estácio de Lima

Um dos gargalos históricos do governo de Alagoas, ao longo de 40 anos, começa a ser superado de forma definitiva. O governo de Alagoas vai abriu licitação pública para a construção do novo Instituto Médico Legal (IML) em Maceió. O novo prédio, com área já escolhida no Tabuleiro do Martins, será um dos mais modernos complexos de perícias do País.

O prédio abrigará todos os departamentos afins ao trabalho de perícias, como o Instituto de Identificação (II) e o Instituto de Criminalística (IC) que formaram o Complexo de Perícias Forenses, mas o IML será o primeiro a ser construído.

Absolutamente diferente do que é hoje, com a adoção de equipamentos tecnológicos de ponta, desde as câmeras frigoríficas às salas de necropsia de última geração”, assinalou o presidente da empresa de Serviços de Engenharia do Estado de Alagoas (Serveal), Ronaldo Patriota.

O novo prédio do IML de Maceió contempla ainda sala de imprensa, sala de culto ecumênico, anfiteatro para aulas de Medicina Legal, laboratório de DNA, laboratório de análises clínicas, patológicas e toxicológicas.

O terreno onde será construído o novo IML está localizado no bairro do Tabuleiro do Martins, em uma área de 31 mil metros quadrados.

No dia 03 de novembro foi publicado no Diário Oficial do Estado, o edital para as empresas interessadas no processo de licitação dos serviços da construção do novo Instituto Médico Legal (IML) de Maceió para que apresentem suas propostas. De acordo com a publicação, as construtoras deverão apresentar seus documentos às 9h do dia 05 de dezembro.

As documentações deverão ser levadas a sala de reuniões da Comissão Permanente de Licitações do Estado de Alagoas (CPL/AL). O edital está à disposição das empresas na sede da Secretaria de Infraestrutura de Alagoas (Seinfra).

Segundo a assessoria da Seinfra, em geral as empresas têm um prazo de 60 dias desde a publicação do edital para apresentar suas documentações. Esse prazo pode ser ampliado, caso haja recurso. Com a aprovação, as construtoras passarão por uma segunda fase, que é a proposta de preço.

Após as análises, a proposta da empresa deverá ser aprovada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) para que então se dê início à construção do novo IML.

Ações do documento