Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 06 - Junho Perícia Oficial e Polícia Civil definem ações de melhoria na realização de exames em custodiados
21/06/2017 - 18h10m

Perícia Oficial e Polícia Civil definem ações de melhoria na realização de exames em custodiados

Orientações serão repassadas para os servidores de ambos os órgãos.

Perícia Oficial e Polícia Civil definem ações de melhoria na realização de exames em custodiados

Gestores durante reunião que definiu as ações que irão agilizar os trabalhos das equipes do IML e da PC. Aarão José - POAL

Texto - Aarão José

 

Gestores do Instituto de Medicina Legal Estácio de Lima e da Polícia Civil se reuniram na manhã desta quarta-feira, 21, para definir procedimentos operacionais padronizados para atendimentos a presos em flagrante. O encontro ocorrido na sede da Perícia Oficial do Estado de Alagoas (Poal) buscou aprimorar o trâmite para a realização de exames de corpo de delito.

 

Segundo o perito médico legista Avelar Holanda, o encontro entre com os delegados da Polícia Civil permitiu ampliar o conhecimento das atividades desenvolvidas pelas duas instituições. Como também traçar ações integradas de planejamento estratégico para garantir uma maior eficiência nos serviços oferecidos a população carcerária.

 

“A partir dessa reunião definimos o horário preferencial, diurno e noturno, para o atendimento de presos. Como também iremos adotar um novo formato de preenchimento das requisições, e o encaminhamento do preso já devidamente identificado pelo Instituto de Identificação”, explicou o legista destacando que a informatização dos laudos também foi cobrada na reunião para facilitar a elaboração e o acesso as informações.

 

De acordo com o Perito Geral da Poal, Manoel Melo, a reunião foi muito positiva, pois, provocou uma construção integrada entre os órgãos. Segundo o gestor, esse tipo de instrumento é essencial para sistematizar ações assistenciais e de gestão com vistas à melhoria do atendimento à população.

 

“Quem ganha com o trabalho integrado da segurança pública é a sociedade, pois o trabalho passará a ser desenvolvido de forma padronizada e com a mesma qualidade”, justifica.

 

Participaram ainda da reunião o Chefe do IML Fernando Marcelo, o perito médico legista Diogo Nilo, os delegados Leonardo Assunção e Marcos Lins da Central de Flagrante e a delegada Ana Luiza Nogueira gerente de polícia judiciária região 1. As definições tomadas durante o encontro serão repassadas para todos os peritos médicos legistas e para os delegados que atuam na Capital e região Metropolitana. 

Ações do documento